Nova Iorque: a cidade dos sem-abrigo

Em Janeiro de 2014, a cidade de Nova Iorque contabilizava mais de 60 mil sem-abrigo, sendo que 53.615 destes são assistidos, todas as noites, pelos abrigos municipais. Este número supera em 7% os dados do ano homólogo, quando 50.135 pessoas recorriam a estes abrigos, de acordo com a Coalition for the Homeless.

Segundo a organização, outros 5.000 sem-abrigo, entre adultos e crianças, são atendidos por abrigos privados, e outros milhares dormem nas ruas e outros espaços públicos.

Durante o ano de 2013, mais de 111 mil sem-abrigo diferentes, incluindo mais de 40 mil crianças, dormiram no sistema municipal de abrigo – o número de sem-abrigo em Nova Iorque aumentou 73% desde 2002.

Se fizermos as contas desde 1983, a diferença é abissal. Nessa ano, o sistema municipal de abrigo recebeu uma média de 12.500 pessoas por noite – hoje, o número ultrapassa os 50 mil. “O número de crianças sem-abrigo acolhidos pelos abrigos municipais chegou a níveis históricos, ultrapassando os 20 mil pela primeira vez na história”, explica a Coalition for the Homeless.

Uma das principais razões pela subida abrupta de sem-abrigo na última década é o aumento do custo de vida de Nova Iorque, sobretudo o preço das habitações. Muitos nova-iorquinos, para suportarem o peso da renda, recorrem a sites para arrendarem os seus quartos e salas a turistas e visitantes.

O novo mayor de Nova Ioque, Bill de Blasio, já garantiu a construção ou reconstrução de 200 mil novas casas nos próximos dez anos.

O plano prevê um investimento de €30 mil milhões (R$ 90,8 mil milhões), dos quais 60% serão para reabilitação e 40% para construção. Cerca de €6 mil milhões (R$ 18,1 mil milhões) serão suportados pela cidade, o restante por investidores privados.

Foto:  michaelrighi / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php