O lápis que no fim de uso é também uma planta

Os lápis são um material indispensável que nos acompanha desde a infância até ao fim da vida. Mas uma coisa é certa, mesmo após muitas utilizações, dificilmente se acaba de terminar um lápis. Quando começa a ficar mais pequeno a primeira opção é descartá-lo e usar um novo. E se lhe disséssemos que existe uma alternativa, além do caixote do lixo?

Foi a pensar numa mudança simples que surgiu o lápis plantável da Sprout. Desde a produção à entrega não existe qualquer plástico, e além de ser uma alternativa mais ecológica, são também um presente criativo.

Os lápis são feitos de madeira colhida de forma sustentável, têm grafite natural e no fim possuem uma cápsula feita de plantas com várias sementes. Existem à disposição onze sementes diferentes, pelo que pode vir a plantar tanto um girassol, como manjericão, tomilho, ou até um abeto.

“Defender a mudança verde é a nossa missão, mas sabemos que nem sempre é fácil alcançá-la. Nós acreditamos que dando pequenos passos, usando soluções inovadoras simples como o lápis plantável Sprout, é possível haver uma mudança positiva”, explicam no site.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...