O primeiro voo português a combustível sustentável foi de Lisboa a Ponta Delgada



No passado dia 22 de julho voou, pela primeira vez em Portugal, um avião abastecido a combustível sustentável, também conhecido por SAF – Sustainable Aviation Fuel. O Airbus 321LRneo, pintado com as cores retro da TAP e chamado “Portugal”, fez a ligação Lisboa-Ponta Delgada.

Este marco assinala o início da parceria entre a TAP, a Galp e a ANA – Aeroportos de Portugal, que visa o desenvolvimento, produção e fornecimento de combustíveis sustentáveis para aviação em larga escala, a partir de resíduos, óleos usados reciclados e outras matérias-primas sustentáveis. Este acordo está em linha com o pacote climático Fit for 55 da Comissão Europeia, que inclui a iniciativa legislativa ‘RefuelEU Aviation’, que pretende aumentar a oferta e a procura de SAF na União Europeia e a sua utilização em 2% até 2025, 5% até 2030 e 63% até 2050.

O SAF utilizado no voo incorporou 39% de matéria de origem renovável (HEFA), com menos emissões totais quando comparado com a alternativa de origem fóssil. Nesta viagem, foi possível reduzir 7,1 toneladas de dióxido de carbono equivalente (CO2eq), o que representa uma diminuição de 35% das emissões totais de CO2.

Numa primeira fase do protocolo, o SAF utilizado nos voos da TAP é fornecido pelo Neste, operador de produção de combustível de aviação sustentável. Este combustível é produzido a partir de matérias-primas de origem sustentável, incluindo óleo de cozinha usado e gordura animal.



Notícias relacionadas

Comentários estão fechados.