com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Sabia que a Terra tem um Terceiro Pólo? (e está a derreter a um ritmo impressionante)

Situado na plataforma tibetana a 6740 metros de acima do nível do mar, os glaciares no sopé da cadeia montanhosa Meili já perderam um quarto do gelo desde 1970. Concentrando a maior quantidade de neve e de gelo depois do Ártico e do Antártico, dois terços dos seu glaciares podem desaparecer nos próximos 80 anos, revela um relatório publicado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), citado pelo Guardian.

O maior glaciar da cordilheira de 800 quilómetros no nordeste do planalto do Tibete já recuou 450 metros desde a década de 1950, altura em que investigadores criaram a primeira estação para o estudar. O glaciar de 20 quilómetros quadrados, conhecido como Laohugou No. 12, já diminuiu cerca de 7% desde que as medições começaram, com o derretimento a acelerar o processo a um ritmo recorde nos últimos anos, dizem os cientistas.

Igualmente preocupante é a perda de grossura, com cerca de 13 metros de gelo a desaparecerem à medida que as temperaturas aumentam. Mesmo que o aumento da temperatura no planeta fique abaixo de 1,5 graus Celsius, a subida na região rondará os dois graus. De acordo com a reportagem do jornal britânico The Guardian, esta “torre de água gelada” da Ásia alimenta dez dos maiores rios do mundo, entre eles o Ganges e o Mekong, e dos quais dependem diretamente – através da água que bebem, que usam na agricultura ou para produzir energia – 1,6 mil milhões de pessoas. “Esta é a crise climática de que não se fala”, alerta um cientista-chefe de uma organização internacional baseada em Katmandu.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...