Oceanário de Lisboa já tem ecógrafo para acompanhar raias tropicais

A Siemens, através do sector Healthcare, acaba de oferecer ao Oceanário de Lisboa um ecógrafo que permitirá um acompanhamento mais eficaz de raias tropicais, uges-de-manchas-azuis (Taeniura lymma), durante o período de gestação.

O Oceanário de Lisboa poderá agora estudar e recolher dados científicos sobre a reprodução desta raia, considerada “quase ameaçada” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

“O ecógrafo, dotado de tecnologia totalmente inócua para a uge-de-manchas-azuis, com resultados muito positivos do ponto de vista da imagem e consequente acompanhamento do desenvolvimento embrionário, vai permitir que o Oceanário disponha de mais recursos tecnológicos para monitorização desta e de outras espécies”, refere a Siemens em comunicado.

No âmbito desta acção, a Siemens e o Oceanário de Lisboa convidam o público a acompanhar de perto a evolução da gravidez de duas raias do aquário, tendo promovido recentemente um passatempo através da página de Facebook do Oceanário.

O passatempo “Dá um nome às nossas raias” desafiava os participantes a sugerirem nomes para as pequenas raias que irão nascer. Os autores dos nomes seleccionados foram premiados com um bilhete de família para visitar o Oceanário.

De salientar ainda que projectos internacionais de conservação de espécies marinhas, como o European Studbook, beneficiarão largamente desta tecnologia.

 

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php