Oceano Atlântico está com a temperatura mais alta dos últimos dois mil anos

A emissão de gases poluentes para a atmosfera trás inúmeras repercussões para a o Planeta e para o clima. Os oceanos absorvem um quarto do dióxido de carbono (CO2) libertado, pelo que cada vez mais se verificam diferenças de temperatura nestas massas de água, que à medida que o tempo passa estão a aquecer.

Um novo estudo investigou a Oscilação multidecadal do Atlântico (OMA), e concluiu que o Oceano está com a temperatura mais alta dos últimos 2900 anos.
A investigação mostra que as temperaturas da superfície do oceano baixaram muito pela última vez na Pequena Idade do Gelo, entre 1400 e 1800, mas que têm vindo a aumentar. “As temperaturas têm aumentado constantemente desde o século 15 no mínimo; a taxa e a magnitude do aquecimento registado nos últimos séculos não tem precedentes, levando à última década, que foi a mais quente dos últimos 2900 anos”, explicam os especialistas.
Segundo os cientistas, o OMA tem um impacto na temperatura do ar e no clima, sendo responsável por acontecimentos como furacões no Atlântico e secas no Sahel e na América do Sul. É também referido que as anomalias atmosféricas têm resultado no degelo das calotas polares no Ártico e na Gronelândia.
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...