Os espantalhos fantasmagóricos

Em vários países do globo, incluindo Portugal, os agricultores utilizam figuras desfiguradas estáticas para afastar as aves das culturas, os espantalhos. Dependendo da criatividade do agricultor em questão, o espantalho pode ser uma vassoura com uma cabeça de pano e chapéu, que nos dá a sensação de que poderá cair a qualquer momento.

Há também os proprietários rurais mais criativos, que constroem verdadeiras personagens inanimadas para afugentar os visitantes mais indesejados. O fotógrafo britânico Colin Garratt percorreu o seu país à procura das mais fantasmagóricas figuras.

“Tenho sempre a sensação de estar a ser observado, quando estou perto de um espantalho. Alguns são tão realistas e ameaçadores que parecem estar vivos”, explicou Garratt ao Amusing Planet.

Segundo alguns historiadores, os espantalhos são utilizados há vários séculos e, na Idade Média, eram mesmo representados por jovens que tinha como missão afugentar os pássaros das culturas. Quando a Grande Praga varreu a Inglaterra, em 1348, os proprietários deixaram de encontrar jovens suficientes para mo trabalho, por isso inventaram a figura do espantalho tal como a conhecemos hoje.

“Eles não pertencem a um mundo anestesiado, vindo das feiras de artesanato, mas são os descendentes directos dos espectros antigos que têm assombrado a paisagem ao longo dos séculos”, continuou Garratt.