Um recente estudo da Universidade da Colúmbia Britânica descobriu que uma cidade com árvores não é só mais bonita e tem o ar menos poluído. As árvores reduzem também o consumo energético em casa dos habitantes, porque formam uma barreira natural. A pressão do vento pode facilmente ser responsável por um terço do consumo energético de uma habitação.

Os investigadores, liderados Por Marco Giometto, construíram um modelo de um subúrbio de Vancouver, no Canada. O modelo foi construído recorrendo a uma tecnologia lazer que permitiu um nível de detalhe impressionante, com todos os edifícios, árvores e até plantas. Depois, e recorrendo a supercomputadores na Suíça, conseguiram simular vários cenários, colocando e retirando árvores e mesmo simulando copas diferentes, estudando o fluxo do vento em cada cenário e o seu efeito entro de casa.

Foi assim que descobriram que a falta de árvores duplica a velocidade do vento e isso pode provocar aumentos de consumo energético dentro das casas na ordem dos 15% no Verão e 10% no Inverno.

Para além de que, como disse Marco Giometto, autor do estudo, “a falta de árvores faz uma diferença muito grande para quem passeia na rua. Caminhar com vento a 15 km/h é agradável, mas a 30 já é um desafio.”

Deixar uma resposta