Panda gigante livre do risco de extinção

São boas noticias para o mundo animal: os pandas gigantes saíram da lista de espécies em vias de extinção, depois de na última década a espécie ter registado um elevado crescimento. A novidade foi dada pela União Internacional para a Conservação da Natureza(IUCN) que, neste momento, considera estes adoráveis animais como uma espécie “vulnerável”.

Depois de anos em risco de desaparecer, os números não deixam margem para dúvida. Segundo a UICN, entre 1998 e 2002 havia 1596 pandas na natureza e em 2014 os números mostravam 1864 animais, um aumento de 16% ao longo da última década.

Grande parte deste sucesso deve-se a um importante esforço do governo chinês, que implementou programas de protecção das florestas e reflorestamento, tudo para a recuperação do habitat natural deste animal. Neste momento há 67 reservas naturais dedicadas a preservar cerca de 2 terços da população mundial de pandas-gigantes. Estimativas da IUCN indicam que a população de pandas ronda os 2060 animais, divididos pelo mundo em subpopulações.

No entanto o risco ainda não desapareceu completamente para os pandas. Um dos grandes desafios na protecção destes animais está directamente relacionado com as alterações climáticas. Muitos dos locais onde estes animais vivem estão já a ser afectadas, com consequências ainda difíceis de prever.

O Fundo Mundial para a Natureza (WWF), que tem um panda como imagem de marca, já reagiu a esta novidade. Marco Lambertini, director da associação, considerou que este é um “momento excitante para todos os que estão comprometidos com a conservação da vida selvagem e dos seus habitats”. O director do WWF afirmou ainda que “a recuperação do panda mostra que quando a ciência, a vontade política e o envolvimento das comunidades se juntam, podemos salvar a vida selvagem e melhorar a biodiversidade”.

Foto: Oleksiy & Tetyana Kovyrin / Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...