Parque das Serras do Porto começou a implementar 19 percursos pedestres com mais de 250 km de extensão

O Parque das Serras do Porto anunciou o início da empreitada que visa a implementação da rede de percursos pedestres, com prazo de conclusão estimado em seis meses e representando um investimento de 230 mil euros. Os 19 percursos estão distribuídos por 18 pequenas rotas nos concelhos de Paredes, Valongo e Gondomar, e por uma grande rota, de 257 quilómetros, transversal aos três municípios.

Segundo o comunicado, está previsto para daqui a um mês e meio a conclusão desses três percursos, um em cada um dos referidos municípios. No prazo de meio ano todas as rotas estarão já implementadas no terreno, o que totaliza mais de 250 quilómetros de extensão.

Do investimento de 230 mil euros, a maior parte destina-se a mobiliário e sinalética, num projeto que contempla também um plano de comunicação e de informação acerca das rotas, bem como uma aplicação web que apoia os percursos com informação relevante sobre o território a visitar e respetivos pontos de interesse.

Na cerimónia onde estiveram presentes os autarcas dos três concelhos, que em conjunto administram o Parque das Serras do Porto, foi também apresentado um projeto aprovado pelo Fundo Ambiental de preservação de rios, que permitirá operacionalizar nove quilómetros de margens ribeirinhas. Este projeto versará sobre uma parte dos rios Ferreira e Sousa, prevendo a limpeza das margens de plantas invasoras.

O Fundo inclui, ainda, a execução de três Laboratórios Rio. Estes projetos são de especial relevância para o Parque das Serras, pois irão contribuir de forma significativa para a valorização ambiental e turística desta paisagem protegida e da região.

A expetativa é de um elevado reconhecimento e recetividade por parte da população e dos visitantes pois, além da promoção territorial, esta empreitada será também relevante do ponto de vista da gestão desta paisagem protegida.

 

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...