Pelo menos 100 hipopótamos mortos por envenenamento

Foram encontrados este mês, no Parque Nacional de Bwabwata, na Namíbia. Depois das primeiras análises, os veterinários concluíram que os hipopótamos teriam sido envenenados por antraz.

Ao contrário do que a notícia leva a supor, tudo leva a crer que estes animais não foram vítima de mão criminosa. Segundo o director interino do Ministério do Meio Ambiente e Turismo da Namíbia, Johnson Ndokosho, esta mortandade pode ser explicada pela acção da bactéria do carbúnculo (bacillus anthracis), também conhecido como antraz.

Esta bactéria pode ter sido disseminada pelo efeito do recuo das águas em tempo de seca, fenómeno que no passado também levou à morte destes animais.

A bactéria do carbúnculo, que se encontra nos solos, pode passar despercebida durante décadas até entrar em contacto com seres vivos.  Segundo Johnson Ndokosho, a prevenção do envenenamento por antraz “é praticamente impossível de fazer”.

Foto: Daniel Paixão Fontes / flickr

Patrocinadores

css.php