Plano de biodiversidade para Lisboa está em consulta pública

Lisboa quer aumentar a sua biodiversidade urbana em 20% até 2020. Para isso criou o ‘Plano de Acção Local para a Biodiversidade de Lisboa’, um documento estratégico que explica o que a autarquia pretende fazer para alcançar o objectivo. O documento está em consulta pública até 17 de Julho.

Além de “reunir e caracterizar as várias componentes da biodiversidade de Lisboa”, o documento “incluiu também uma estratégia global para a biodiversidade no território tendo em vista os indicadores que se pretende que evoluam”, lê-se num comunicado emitido pela Câmara Municipal de Lisboa.

Segundo o documento, a estratégia para aumentar a biodiversidade no espaço urbano passa por sensibilizar, aumentar os conhecimentos e agir em prol da biodiversidade.

A autarquia propõe, por exemplo, o aumento da área de espaços verdes públicos, a promoção de corredores ecológicos entre os mesmos, o reforço da biodiversidade nos espaços que já existem, assim como a implementação de hortas urbanas, a avaliação da evolução do número de espécies que ocorram em Lisboa, percursos, painéis e informação sobre a natureza urbana e a integração da biodiversidade na gestão autárquica.

Entre os vários projectos previstos no plano estratégico destaca-se a renaturalização da zona ribeirinha e fixação do sapal do Estuário do Tejo, o enriquecimento e diversificação botânica de terrenos abandonados e a criação de “hotspots” junto a linhas de água.

A consulta pública do documento tem como objectivo “a recolha de comentários e sugestões de todas as partes interessadas”, nomeadamente os munícipes. As sugestões podem ser enviadas durante o prazo estipulado para a consulta para lisboa.biodiversidade2020@cm-lisboa.pt.

Foto: ONETERRY. AKA TERRY KEARNEY / Creative Commons

Deixar uma resposta