Por que razão chovem lampreias no Alaska? (com FOTOS)

As lampreias do Alaska

Pela quarta vez em duas semanas, uma lampreia do Árctico chegou, por via aérea, às ruas da cidade de Fairbanks, no Alaska. À partida, trata-se de um fenómeno estranho e, na verdade, quase ficcional.

No entanto, há uma explicação para tudo. Até para o facto de lampreias do Árctico choverem no Alaska. Segundo o jornal local Newsminer, uma das últimas lampreias voadoras aterrou no pára-brisas de um carro estacionado num parque, assustando a criança que seguia no interior.

Outra apareceu no quintal de um um cidadão de Fairbanks, de acordo com o Alaska Department of Fish and Game (ADFG). A explicação é dada por este departamento estatal, que avança que as lampreias são apanhadas nas margens lamacentas do rio Chena por gaivotas, que as consideram uma presa apetitosa.

“As gaivotas pegam nelas com o bico e deixam-nas cair, quando elas se contorcem, durante o vôo”, explicou o ADFG na sua página de Facebook.

Esta é a segunda vez em pouco tempo que animais chovem do céu. Em Maio, na Austrália, milhões de aranhas caíram do espaço, cobrindo uma vasta superfície com a sua seda branca. A explicação, como a das lampreias, também é simples: algumas espécies de aranhas saltam de árvores altas e usam a sua seda como para-quedas.

Deixar uma resposta