Duas empresas energéticas norte americanas abandonaram os planos para continuar a construção das suas  novas centrais nucleares, praticamente a meio da construção.

Os novos reactores eram considerados projectos modelo na futura capacidade nuclear do país, mas foram abandonados devido a uma mistura de mau planeamento, atrasos consecutivos e custos excessivos – Os dois reactores, planeados para 2018, não deveriam começar a produzir energia antes de 2021, com um custo de 25 mil milhões, mais do dobro das estimativas inicias de 11,5 mil milhões. Por tudo isto e mais uma descida generalizada nos preços do gás natural.

Com estes cancelamentos, apenas duas novas centrais continuam em construção no país, ambas no estado da Geórgia, sendo que cerca de uma dúzia deverão ser fechadas em breve.

Infelizmente, dada a política geral do país e, mais uma vez por causa dos baixos preços do gás, este cancelamento apenas significa uma continuada e crescente aposta neste combustível fóssil, com as inevitáveis emissões poluentes.

Já a energia nuclear, apesar do problema com os resíduos, não emite qualquer poluente que contribua para o aquecimento global. Afinal, esta poderia ser uma oportunidade para o país adoptar uma política ambientalmente mais sustentável, mas vai acontecer precisamente o contrário.

Foto: Wiki Commons

Deixar uma resposta