É impressionante o cardápio de características sustentáveis das algas marinhas. Elas são usadas para prédios auto-suficientes, para produzir biocombustíveis e, agora para iluminação ecológica.

Segundo o Yanko Design, o projecto chama-se AlgaeBulb, é assinado pela designer húngara Gyula Bodonyi e une a nanotecnologia e fotossíntese. É um micro projecto – sobretudo quando comparado com os prédios verdes e biocombustíveis – mas pode ser um conceito interessante para desenvolver. Como é óbvio, ainda estará muito longe de atingir a via comercial – é apenas um conceito, como muitos outros que envolvem a geração de electricidade.

Usando uma pequena bomba de ar compressor (que permite a entrada de CO2), um tanque e material hidrofóbico, o gerador que tem formato de um casulo produz electricidade suficiente para alimentar uma lâmpada LED de duração limitada.

Foto: Gyula Bodonyi