Projeto LYNXCONNECT para aumentar população do Lince-ibérico foi formalmente contratualizado

O projeto “LYNXCONNECT” foi submetido em 2019 a financiamento ao programa “LIFE ACTION GRANTS”, tendo obtido aprovação preliminar na fase final de seleção. O novo projeto passou nos diferentes critérios de avaliação, tanto por consistência e qualidade técnico-financeira, como devido ao valor acrescentado para a União Europeia.

Assim, o LYNXCONNECT foi formalmente contratualizado entre os Estados Ibéricos e a União Europeia. O seu objetivo central é o aumento população de lince-ibérico (Lynx pardinus) e o reforço da conectividade entre as subpopulações de Portugal e Espanha.

Assim, pretende-se consolidar a população criada entre 2015 e 2018 no Vale do Guadiana, estabelecer pequenos núcleos populacionais que reforcem a conectividade com as subpopulações de Andaluzia, Castilla-La Mancha e da Extremadura espanholas e, ainda, equacionar a possibilidade de identificar e caracterizar uma nova área de reintrodução, através da avaliação de potenciais territórios que reúnam as condições adequadas de habitat, alimento, continuidade natural e tranquilidade e aceitação social para o estabelecimento de uma nova população.

Este projeto, que agrega 20 parceiros ibéricos, tem como beneficiário coordenador a Consejería de Agricultura, Ganadería, Pesca y Desarrollo Sostenible da Junta de Andaluzia, e por parte de Portugal, para além do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, IP (ICNF), participam como parceiros a Infraestruturas de Portugal, IP e a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL).

Da experiência obtida no Vale do Guadiana, a presença do lince-ibérico neste território, traduziu-se em diversas mais-valias para a população residente ou que dele depende economicamente, não tendo a sua presença representado uma nova condicionante, antes pelo contrário, uma vez que atraiu visitantes e passou a constituir uma marca de elevada qualidade e potenciadora de novos visitantes e de novas atividades económicas para a localidade.

 

Comunicado de Imprensa ICNF

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...