Quercus quer mais borracha reciclada nas estradas portuguesas

No final de 2013, o piso da A1 entre Vila Franca de Xira e o Carregado, às portas de Lisboa, foi repavimentado com uma composição que incluía pneus usados de camiões, o que lhe deu uma maior segurança e durabilidade, para além de ter contribuído para a redução dos níveis do ruído (ver vídeo abaixo).

Na altura, a inovação utilizada pela Brisa era pouco comum em Portugal – a empresa já tinha colocado o mesmo betume na A4 e CREL – e assim o continua quase três anos depois. Esta razão levou a Quercus a apelar ao Governo português que considere a ideia de incorporar borrachas recicladas, proveniente de processos de reciclagem de pneus usados, nas suas estradas.

Segundo a organização ambiental, a implementação desta medida trará não só sustentabilidade ambiental como também financeira às empreitadas públicas.

As vantagens são, no entanto, maioritariamente ambientais: redução da quantidade de recursos utilizados, redução das emissões atmosféricas e o prolongamento do ciclo de vida dos produtos utilizados.

Segundo os estudos encomendados pela organização, a incorporação de borracha reciclada nas estradas nacionais vai garantir uma “poupança financeira na ordem dos 20% a 30% para pavimentos com tráfego misto ou pesado”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...