Quercus vai ajudar autarquias a promover economia verde. Murtosa e Vouzela já aderiram.

Os municípios da Murtosa e de Vouzela foram os dois primeiros a aderir às Parcerias pela Biodiversidade, uma rede de municípios portugueses que irão colaborar com a Quercus para exigir que possam ser descriminados positivamente, com mais receitas e mais investimento público dirigido à sua valorização económica e ambiental.

Segundo a Quercus, o projecto visa o aumento dos valores transferidos para os municípios com áreas classificadas, por via de uma melhor ponderação dos coeficientes de alocação previstos na Lei das Finanças Locais e provenientes de outros impostos.

Por outro lado, ele pressupõe o incremento da alocação de fundos nacionais e comunitários para se efectuarem investimentos privados que possibilitem a criação de empregos ligados à preservação e valorização da biodiversidade.

É ainda proposta a promoção do empreendedorismo ligado ao ambiente, para que se estimule a valorização sustentável das áreas classificadas; a criação de modelos alternativos de fiscalidade que discriminem positivamente os investimentos e as actividades económicas; e a implementação de estratégias locais de conservação da biodiversidade e de adaptação às alterações climáticas, que envolvam activamente as comunidades locais.

O protocolo entre as autarquias e a Quercus vai ser assinado no próximo amanhã, data em que se assinala o Dia Mundial da Terra.

Foto: Vouzela.  guymoll / Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...