Reino Unido: indústria da reciclagem pode criar 10 mil novos postos de trabalho

O crescimento da reciclagem e um uso mais eficiente dos recursos pode levar a indústria do Reino Unido a alcançar exportações líquidas de mais de €24 mil milhões (R$ 66 mil milhões) e 10 mil novos postos de trabalho no sector até 2020.

Segundo um novo relatório, as empresas fora do sector da reciclagem também podem reduzir os seus custos em €59 mil milhões (R$ 166 mil milhões) por ano em poupanças de matérias-primas e energia.

Se incluirmos actividades como a investigação e o desenvolvimento de novas técnicas de design e melhores formas de reutilizar os materiais, a oportunidade pode transformar-se em 50 mil novos postos de trabalho e um impulso de €3,5 mil milhões (R$ 10 mil milhões) para o PIB anual do Reino Unido.

Os resultados reflectem o potencial em aberto de uma “economia circular” – aquela em que o material usado não é considerado lixo, mas sim um recurso passível de ser reutilizado ou até mesmo reciclado. Uma vez que o preço das matérias-primas deverá subir, devido à crescente competição global por recursos, o Reino Unido poderia reduzir a sua dependência de matérias-primas essenciais até um quinto, até 2020, avança o The Guardian.

A Environmental Services Association (ESA) calcula que, desde agora até 2020, 395 milhões de toneladas de material reciclável passarão pelo sector de gestão de resíduos do Reino Unido. Mas, segundo as taxas actuais, apenas 255 milhões de toneladas serão recicladas – se os restantes 140 milhões fossem reciclados, isso poderia significar um aumento para a economia de €1,6 mil milhões (R$ 4,6 mil milhões).

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...