Seca faz disparar consumo de carvão e de gás

Os valores são avançados hoje, em comunicado, pela associação ambientalista Quercus: a inédita seca que assola o território nacional português, provocou já uma descida de 58% da produção de energia através dos Recursos Hídricos. Paralelamente, o consumo de carvão (22%) e do gás (66%) disparou.

A subida do uso dos combustíveis fósseis para a produção de electricidade em Portugal está a levantar sérias preocupações junto dos ambientalistas, uma vez que o consumo de electricidade a partir de fontes renováveis em Portugal teve uma quebra de cerca de 30%, passando de 57% do total de energia eléctrica consumida em 2016 para 40% em 2017 (em período homólogo).

Também o preço da energia no Mercado Grossista (Mercado Diário) está já a sofrer as consequências da seca, com aumentos na ordem dos 43%, passando de 35,7 € / MWh em 2016 para 51,1 € / MWh (Janeiro a Novembro).

Para dar vazão às necessidades energéticas, Portugal está já a importar combustíveis fósseis, com “mais de 50% do Gás Natural para produção eléctrica a chegar a Portugal pela via marítima, o que aumenta mais a pegada de emissões deste combustível fóssil”, lamenta a Quercus.

Foto: via Creative Commons