Ségolène Royal: “Devíamos deixar de comer Nutella e salvar as florestas”

Depois dos herbicidas que contêm glifosato, o novo cavalo de guerra da ministra francesa da Ecologia é a Nutella. Numa entrevista esta semana ao canal televisivo francês Canal+, Ségolène Royal afirmou que se deve deixar de comer Nutella, que é feita com óleo de palma e contribui para a desflorestação, e instou a Ferrero a produzir o famoso creme de barrar com ingredientes diferentes.

“Temos de replantar inúmeras árvores porque existe uma desflorestação massiva do planeta que conduz ao aquecimento global. Devíamos deixar de comer Nutella, por exemplo, porque é feita com óleo de palma”, afirmou a ministra do Executivo de Hollande durante a entrevista. “As plantações de óleo de palma substituíram as florestas e, consequentemente, causaram danos consideráveis para o ambiente”, explica Royal, cita o Le Monde.

De acordo com a ministra, a Nutella deveria ser feita de “outros ingredientes”.

O comentário da ministra irritou a gigante italiana do chocolate que emitiu um comunicado, sem se referir directamente à ministra da Ecologia francesa. No documento, a Ferrero indica que está ciente dos perigos ambientais e que fez compromissos para que óleo de palma que utiliza nos seus produtos seja produzido de forma responsável e sustentável.

Actualmente, quase 80% do óleo de palma utilizado pela Ferrero provém da Malásia. A percentagem restante é fornecida pelo Brasil, Indonésia e Papua-Nova Guiné.

Há cerca de dois anos, os senadores franceses tentaram impor uma taxa de 300% sobre o óleo de palma, argumentando que o produto é perigoso e que a sua cultivação é nefasta para o ambiente. A proposta foi reprovada.

Foto: kia_bori / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores