Será a água que sai das nossas torneiras segura?

Depois de recolherem amostras de água em mais de uma dúzia de países, os investigadores da Orb Media chegaram a uma conclusão: há contaminação microplástica na água da torneira em vários países do mundo. 83% das amostras recolhidas acusavam a contaminação por fibras plásticas.

E se pensamos que esta situação acontece apenas em locais onde o saneamento básico apresenta algumas falhas, os dados agora revelados mostram que não é bem assim. Torneiras instaladas na Agência de Protecção Ambiental dos EUA, a Trump Tower, e alguns edifícios do Congresso norte-americano mostram índices de contaminação por fibras plásticas na ordem dos 94%. Com taxas igualmente elevadas surgem o Líbano e a Índia. No continente europeu, o Reino Unido, França e Alemanha surgem com a menor taxa de contaminação, com valores de 72%.

Como explicar então as elevadas taxas de fibras plásticas encontradas nas amostras recolhidas? Segundo os investigadores da Orb Media, a resposta pode estar na generalizada contaminação microplástica no ambiente global. E esta contaminação começa logo nos oceanos e nos alimentos que ingerimos. “A poluição plástica nos oceanos sugere que as pessoas estão a consumir microplásticos através de frutos do mar contaminados”.

Em declarações ao The Guardian, Sherri Mason, especialista em microplásticos da Universidade Estadual de Nova York, é peremptória: “há dados suficientes para olhar para a vida selvagem e perceber os impactos que a contaminação está a ter sobre este habitat”. 

Foto: daquidoasfalto / via Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...