Siemens transforma o edifício Taipei 101 na torre mais verde do mundo (com vídeo)

A Siemens liderou o projecto que transformou o Taipei 101, o segundo edifício mais alto do mundo, na maior torre verde a nível global. O edifício conquistou mesmo o certificado LEED-EBOM de Platina (liderança em energia e design ambiental para edifícios já existentes), o mais alto para os edifícios verdes.

O complexo desenvolvimento deste projecto foi liderado pela divisão Building Technologies da Siemens, que implementou as respectivas soluções da multinacional alemã ao nível dos exaustores, lâmpadas economizadoras, centrais de refrigeração e de tratamento de ar e accionamentos de velocidade variável. Com estes pequenos passos, o Taipei 101 conseguiu poupar 10% no consumo de electricidade, água e na redução dos resíduos.

Ao nível global, a eficiência energética do edifício melhorou em 30%, comparando com os valores de um edifício médio, gerando uma economia de mais de €500.000 nos custos de energia.

Por outro lado, a certificação LEED Platina significa que o complexo economiza 2.995 toneladas métricas por ano de emissões de CO2 de electricidade, gás e petróleo – o que corresponde à preservação, em vez de corte, de mais de 9 hectares de floresta – e alcança uma poupança de 28.000 toneladas de água, de 1.261 toneladas de lixo e de 4,8 milhões de quilowatts de electricidade por ano.

A Siemens foi também responsável pela instalação do sistema de segurança no edifício – o SiPass. Esta solução escalável para a gestão de riscos de segurança constitui a interface entre o controlo de acesso, videovigilância, gravação de vídeo digital, comunicação, elevadores, detecção de incêndios, detecção de metal, transição para fibra óptica, e sistemas de rondas dos guardas e de acesso a visitantes. O sistema garante a monitorização automática de 4.000 portas através de 300 leitores de cartão e videovigilância de todas as entradas e saídas importantes através de 545 câmaras.

O projecto envolveu ainda a Steven Leach Associates, empresa de design de interiores muito focada na sustentabilidade, e a EcoTech International, uma das principais especialistas na construção de edifícios verdes de alta performance.

Segundo explica a Siemens em comunicado, estas soluções para edifícios verdes já foram aplicadas em Portugal. Na sede da própria Siemens, em Alfragide, no Campus da Justiça, na sede da Caixa Geral de Depósitos e no edifício-sede da Vodafone, todos em Lisboa.

Números do Taipei 101

É o edifício mais alto de Taiwan e o segundo mais alto do mundo.

O complexo é composto por duas torres de 101 andares acima do solo.

A torre TAIPEI 101 ocupa uma área total de 357.721 m2 – área semelhante à do empreendimento do Centro Colombo, que ocupa cerca de 400.000 m2, distribuídos entre o centro comercial, escritórios, desportos e lazer.

A torre de escritórios ocupa uma área total de 198.348 m2 (101 andares acima do solo, 5 andares subterrâneos e capacidade para 12.000 pessoas).

A torre do Centro Comercial ocupa uma área total de 74.711 m2.

Soluções da Siemens

As soluções da Siemens demoraram 2 anos a serem implementadas e permitiram preparar o edifício para a candidatura à Certificação.

A temperatura e o clima no interior do edifício são geridos por 3.400 controladores.

O Sistema de Iluminação é composto por 125.000 lâmpadas fluorescentes, 3.800 lâmpadas economizadoras e 2.400 lâmpadas de halogéneo.

O Sistema de circulação de ar é composto por 50 terminais em cada um dos 101 andares.

O Sistema SiPass – Garante monitorização automática de 4.000 portas, através de 300 leitores de cartão e videovigilância de todas as entradas e saídas importantes através de 545 câmaras.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...