Tigres estão de regresso ao Cazaquistão

Setenta anos depois de terem sido declarados extintos, os tigres vão ser reintroduzidos no Cazaquistão. O anúncio foi feito em comunicado há dois dias. Trata-se de um projecto ambicioso, realizado com o apoio da World Wide Fund For Nature, na região de Ili-Balkhash, envolvendo a criação de uma reserva natural e a restauração da floresta que fazia parte do habitat histórico deste grande animal.

É que apesar de os tigres já terem habitado uma vasta área do continente asiático, no século XX perderam 90 por cento de sua faixa territorial e isolaram-se em pequenas populações dispersas em todo o continente. Só entre 1900 e 2017, a população mundial de tigres selvagens caiu de 100.000 para 3.900. 

Se for bem sucedido, o Cazaquistão será o primeiro país do mundo a conseguir reintroduzir tigres selvagens numa região onde estavam totalmente extintos. Até agora, os projectos de reintrodução só tinham sido realizados em habitats onde existiam alguns tigres (embora com populações muito reduzidas), como nas reservas da Índia. Será, no entanto, necessário esperar alguns anos para considerar que este projecto foi um sucesso. A paisagem tem que ser preparada e a vida selvagem que serve de alimento aos tigres também tem que ser reintroduzida na região. Espera-se que os primeiros felinos comecem a chegar em 2025. 

“O Cazaquistão está a caminhar para o desenvolvimento verde. Temos a honra de ser o primeiro país da Ásia Central a implementar um projecto tão importante e em grande escala, que não só trará tigres selvagens de volta ao seu lar ancestral, mas também protegerá o ecossistema único da região de Ili-Balkhash “, disse Askar Myrzakhmetov, Ministro da Agricultura da República do Cazaquistão, em comunicado.

Foto: Edwin Giesbers / WWF

 

Deixar uma resposta