Vá abraçar uma árvore. A campanha isrealita para combater o isolamento social

A campanha surge depois de uma iniciativa semelhante ter sido lançada, em Abril, pelos serviços florestais islandeses. “Neste período desagradável de pandemia, recomendamos que as pessoas pelo mundo fora saiam de casa e vão para a natureza, inspirem fundo, abracem uma árvore e expressem o seu amor”, afirma Orit Steinfeld, director de marketing, no Parque Nacional de Apollonia, em Herzliya, Israel.

No Parque, a 15 quilómetros a norte de Tel Avive, “abraçadores” de árvores como Barbara Grant acataram o conselho durante uma viagem organizada pela autoridade israelita. “A conexão, o toque e o abraço são das necessidades mais básicas do ser humano”, descreveu Grant à Reuters, lamentando que, como precaução, não possa abraçar os seus netos. “Ultimamente não temos abraçado muita gente. Nem os nossos filhos, nem os nossos netos. Abraçar uma árvore é algo agradável de ser fazer”, acrescentou outro casal, citado pela Reuters.

O Ministério da Saúde de Israel alertou que, enquanto o surto inicial do vírus estava concentrado sobretudo nas comunidades ultraortodoxa e árabe, em geral mais aglomeradas e com piores condições económicas, agora está a espalhar-se de modo mais amplo. Israel já ultrapassou os 70 mil casos confirmados de infecção, com mais de 500  mortos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...