odezhda dlya sobak mylovelypet.ru magazin odezhdy dlya sobak, kupit osheynik anti lay mozhno tut - osheynik-anti-lay

Tag Archive | "curiosidade"

Gato obeso perde mais de 2kg ao andar de bicicleta com o dono


Morda é um gato com excesso de peso e agora que o tempo começa a ficar mais quente o seu dono, Vladimir Ilivanov, quer que o animal fique em forma para o verão, a pedalar.

Contudo, o felino de grandes proporções não está a perder calorias a pedalar com as próprias patas mas a equilibrar-se nas costas de Ilivanov. Desde que começou o plano de treinos, Morda já perdeu mais de dois quilogramas.

“Para ele é como andar a cavalo”, compara Ilivanov. “Ele é muito sensível e sabe que pode pôr as patas à volta do meu pescoço mas nunca crava as unhas na minha carne”, explica o dono, citado pelo Dodo.

Morda já acompanhou Ilivanov em várias viagens de bicicleta pela Rússia e agora a dupla está a treinar para uma maratona que vai decorrer na Sibéria ainda este ano.

Publicado em BiodiversidadeComments (0)

Os 11 aeroportos mais perigosos do mundo – e um é português (com FOTOS)


Quem mora em Lisboa está habituado aos aviões que passam a poucos metros dos bairros próximos do aeroporto ou, inclusive, junto da Segunda Circular, mas o aeroporto da Portela não consta na lista dos mais perigosos do mundo para o jornal britânico Daily Mail.

Ainda assim, Portugal tem um aeroporto nesta lista, o aeroporto da Madeira, no Funchal. Como pode ver na galeria que lhe apresentamos abaixo, há aeroportos bem mais perigosos que o da Madeira, colocando em risco, desnecessariamente, passageiros e habitantes locais.

No aeroporto de Barra, na Escócia, os aviões apenas podem aterrar na maré baixa, e em St. Maartes os aviões passam a poucos metros de uma praia. Veja outras localizações pouco habituais de aeroportos.

1.Aeroporto Gustaf III, St. Barts

2.Aeorporto Tenzing-Hillary, Nepal

3.Aeroporto Barra, Escócia

4.Aeroporto da Madeira, Portugal

5.Aeroporto de Gibraltar, Gibraltar

6.Aeroporto de Courchevel, França

7.Aeroporto de Kai Tak, Hong Kong

8. Aeroporto Juancho E. Yrausquin, Saba, Pequenas Antilhas

9.Aeroporto Princesa Juliana, St. Maarten

10.Aeroporto Mariscal Sucre, Equador

11.Aeroporto Paro, Butão

Publicado em Comunidades, PortugalComments (2)

Mergulhador dá aperto de mão a grande baleia-de-bossa


Masa Ushioda, fotografo japonês radicado no Havai, documentou o momento em que um amigo, com quem mergulhava, e uma grande baleia-de-bossa, também conhecida como baleia-jubarte, quase deram um aperto de mão.

“Esta baleia em particular – uma baleia fêmea-jubarte, com uma barriga branca – foi extremamente amistosa e curiosa acerca dos humanos”, conta Ushioda. “Ela estendeu-nos as suas barbatanas peitorais várias vezes e procurou o contacto físico”, refere.

“Esta baleia fêmea foi excepcional. Existem muitas baleias amistosas, mas raramente procuram o contacto físico. Portanto, este encontro foi extremamente especial. Pode ver-se pelas fotografias o quão amistosa é, a fazer pose em quase todas as fotos”, acrescenta o fotógrafo japonês.

Publicado em BiodiversidadeComments (0)

Rã tenaz sobrevive a ataque devorador de perca (com FOTO)


Mesmo depois de ter sido comida por uma perca, esta rã recusou a dar-se por vencida. No último fim-de-semana, Angus James, pescador recreativo, programou uma pescaria no norte de Queensland, na Austrália. Durante a pesca, James capturou uma perca selvagem e acabou, inadvertidamente, por ajudar um anfíbio com uma curiosa história de sobrevivência.

Quando estava prestes a remover o anzol do peixe a libertá-lo novamente na água, James descobriu a última refeição da perca, ainda agarrada à vida dentro da garganta do peixe.

“Estava a retirar o isco da boca do peixe e lá estava uma pequena rã a olhar para mim”, conta James, citado pelo Dodo. “Fiquei chocado. Pensei inicialmente que poderia ser relva, mas depois a rã pestanejou”. Este pescador amador documentou o sucedido em fotografia para confirmar o acontecimento e ofereceu uma oportunidade à rã de escapar da morte certa.

“Trago sempre uma câmara comigo e então tirei uma fotografia e imediatamente a seguir, a rã saltou para fora da boca do peixe”, afirma Angus James.

as

Publicado em BiodiversidadeComments (0)

Esqueceu-se dos óculos em casa? Existe um pequeno truque que o pode ajudar.


Se precisa de óculos para ler, certamente que já lhe aconteceu esquecer-se dos óculos em casa e, claro, necessitar de ler alguma coisa e não conseguir. Contudo, existe um pequeno truque de último recurso que pode ajudar.

Primeiro, feche a mão em punho. Depois abra-a um pouco, de modo a criar um pequeno buraco. Para conseguir ver as letras focadas e ler basta olhar pelo pequeno buraco. Este vídeo mostra-lhe o processo.

Este pequeno truque funciona mesmo, garante o vídeo – e o leitor pode testar – pois ao limitar a entrada de luz no globo ocular aumenta a capacidade focal.

Ver e ler através de pequenos buracos não é uma maneira prática de corrigir a visão permanentemente, pois ao recorrer a este truque frequentemente vai estar a prejudicar a sua visão periférica. Daí que tenham sido inventados os óculos e as lentes de contacto.

Publicado em InsólitoComments (1)

Mariposa atlas: a maior borboleta do mundo (com FOTOS)


As borboletas podem ser consideradas uma praga ou admiradas pela beleza das suas cores. Existem milhares de espécies, com tamanhos variados, mas sempre em proporções pequenas. Contudo, existe uma excepção: a mariposa atlas, considerada a maior borboleta do mundo.

Encontradas nas florestas tropicais e subtropicais do sudeste asiático, sul da China, arquipélago malaio e ainda na Tailândia e Indonésia, estas mariposas atingem o tamanho de um pássaro. As fêmeas, que são maiores que os machos, conseguem atingir uma envergadura de asa de 30,5 centímetros e uma área corporal de 157,5 centímetros quadrados.

Estas mariposas são tão grandes, que em Taiwan os casulos destes insectos são utilizados para fazer malas, escreve o Mentalfloss. Os casulos são muito duradouros e são recolhidos pelas comunidades locais e depois transformados em malas. Alguns nem requerem trabalho, basta colocar um fecho.

Outro facto curioso sobre estas mariposas gigante é que não possuem boca. Desde que emergem do casulo vivem da gordura acumulada durante as fases anteriores da sua vida, até que procriam, põem ovos e acabam por morrer.

As mariposas atlas devem o seu nome aos padrões mapeados nas suas asas, que se assemelham a um atlas, mas também devido ao seu grande tamanho. Na Ásia o nome nativo é relativo à cabeça em forma de cobra.

Fotos:  Rene Mensen /  internets_dairy /  Wildcat Dunny /  ComputerHotline /  Michael Khor /  ewen and donabel /  Zanastardust /  internets_dairy

Publicado em BiodiversidadeComments (0)

Recomendações

Blogroll