A fila de trânsito que ficou perdida numa floresta da Bélgica durante 70 anos (com FOTOS)

Estas imagens apocalípticas poderiam facilmente pertencer a uma cena da série “Walking Dead”, mas são, na verdade, de um dos maiores cemitérios de carros do mundo – o Cemitério de Carros Châtillion, na Bélgica.

Segundo os relatos locais, os carros deste cemitério, que estão dispostos numa fila, foram abandonados por soldados norte-americanos que combateram na Segunda Grande Guerra e não os conseguiram transportar para os Estados Unidos. Como tal, decidiram escondê-los numa floresta até que pudessem embarcá-los para os Estados Unidos. Contudo, outros relatos de habitantes locais negam a primeira teoria e dizem que o local é apenas uma sucata de carros que foram abandonados depois da Segunda Guerra, refere o Bored Panda.

Em décadas passadas chegou a haver quatro cemitérios de carros em Châtillon, localidade da cidade de Saint-Léger, com um total de 500 veículos a apodrecer entre a vegetação. Contudo, com o passar dos anos vários carros foram sendo roubados ou removidos pelas entidades locais. Em 2010, devido a preocupações ambientais, todos os cemitérios de Châtillon foram limpos e os carros encaminhados para o abate final.

[nggallery id=731 template=greensavers]

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...