Cápsula do tempo enterrada no Pólo Norte, em 2018, viajou até à Irlanda

Quando a tripulação e os passageiros de um navio enterraram uma “cápsula do tempo” no gelo do Polo Norte em 2018 queriam que os habitantes do futuro soubesessem como se vivia no início do século XXI. Mas o aquecimento global do planeta fez com que o futuro chegasse mais depressa.

O tubo metálico cheio de objetos foi encontrado à deriva no norte da Irlanda. Continha cartas, poemas, fotografias, emblemas, bases de copos de cerveja, menu do navio, rolhas de vinho. Viajou mais de 3.700 km a partir do Círculo Polar Ártico, onde o aquecimento global está a derreter uma enorme quantidade de gelo.

Foi encontrado por Conor McClory e Sophie Curran, surfistas da vila de Gweedore em Donegal, Irlanda. “Quando o vi, primeiro pensei que fosse um tubo de aço de um navio, depois apanhei-o e vi que tinha uma gravação. Pensei que era uma bomba, ”disse McClory ao Donegal Daily. “Quando vi a data, pensei que poderiam ser as cinzas de alguém, então não abri”.

Uma das cartas em inglês, datada de 4 de agosto de 2018, dizia: “Tudo ao redor está coberto de gelo. Achamos que, quando esta carta for encontrada, não haverá mais gelo no Ártico, infelizmente ”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...