A hipótese está a ser estudada pelas autoridades parisienses: processar as empresas petrolíferas pelas suas responsabilidades nas alterações climáticas. Os responsáveis da “cidade luz” apertam assim o cerco aos produtores de energias fósseis, exigindo-lhes que assumam as suas responsabilidades nos impactos provocados ao planeta Terra.

A medida foi ontem aprovada no conselho municipal, com Paris a “afirmar a sua total solidariedade para com Nova Iorque na sua política de desinvestimento das energias fósseis”. De recordar que recentemente as autoridades nova-iorquinas anunciaram que iam processar as cinco maiores petrolíferas do mundo, BP, Chevron, ConocoPhillips, Exxon Mobil e Royal Dutch Shell. Na altura foi igualmente anunciada a alienação de cinco mil milhões de dólares, cerca de quatro mil milhões de euros, de investimentos em empresas ligadas às energias fósseis.

“Abrir a reflexão sobre a apresentação de uma queixa é colocar a questão do reconhecimento jurídico do ecocídio, isto é, dos crimes contra o clima”, declarou Jérôme Gleizes, deputado do partido ecologista, responsável por levar a medida a debate.

A novidade está a ser recebida com satisfação pelas organizações de defesa ambiental, caso da ong 350.org, que declarou que “é fantástico que cidades como Novas Iorque e Paris se mobilizem para proteger os seus cidadãos e responsabilizar as multinacionais dos combustíveis fósseis pelos estragos que causam”.

Foto: via Creative Commons