O atelier de arquitectura espanhol SalgasCano não teve mãos a medir na hora de desenhar os seus novos escritórios, uma infra-estrutura em perfeita comunhão com a natureza e ecologia, situada nos arredores de Madrid.

Desenhado pelos dois sócios da empresa, José Salgas e Lúcia Cano, o escritório foi parcialmente construído debaixo da terra, numa área de sombra, para evitar que o calor entre no espaço.

O espaço tem uma janela curva de dois centímetros do tamanho de uma parede, permitindo aos colaboradores da SalgasCano uma visão perfeita da natureza envolvente – caso eles o queiram viver, claro.

Construído no meio de uma zona florestal, o escritório parece um túnel e divide-se em duas secções: uma janela curva até ao tecto surge em todo o comprimento do espaço, eliminado a necessidade de iluminação artificial durante as horas de trabalho; a segunda parte do escritório, de fibra de vidro e poliéster, inclui uma abertura que permite vários graus de ventilação natural.