O Livro Vermelho dos Mamíferos já atingiu mais de 100 mil registos. Já colaborou?

O projeto “Revisão do Livro Vermelho dos Mamíferos de Portugal Continental e contributo para a avaliação do seu estado de conservação” lançado em 2019, vai terminar este ano. A publicação tem como objetivo avaliar as espécies que estão mais ameaçadas e descobrir quais as que estão estáveis ou a aumentar a sua população, de maneira a “colmatar lacunas de informação sobre os mamíferos de Portugal Continental e assim contribuir para o conhecimento do estado de conservação dos mamíferos do nosso país” explica Maria da Luz Mathias, Coordenadora geral do projeto.

De momento, já se contabilizaram mais de 100 mil registos de 92 espécies de mamíferos terrestres e marinhos de Portugal.

Para levar a cabo este objectivo, foi delineada uma estratégia que envolve uma alargada comunidade de cientistas de várias universidades com investigação em ecologia e conservação de mamíferos – como as Universidades de Lisboa, Porto, Trás-os-Montes e Alto Douro, Aveiro e Évora – , técnicos e vigilantes da natureza do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), entidades públicas, sector privado e cidadãos. Os cientistas e técnicos estão também a compilar dados de censos, publicações científicas, atividade cinegética, arrojamentos de mamíferos marinhos, relatórios, atlas, repositórios de plataformas digitais e ainda dados dispersos de outros investigadores.

Para colaborar no projeto, os cidadãos têm apenas de aceder à plataforma de ciência cidadã disponível no site, onde também podem encontrar algumas dicas úteis para a sua participação.

Cerca de 25% das espécies de mamíferos a nível mundial encontram-se ameaçadas de extinção, pelo que, projetos como este, são importantíssimos para garantir a sua conservação.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...