A partir de agora, os cerca de 5 mil restaurantes da cidade norte-americana de Seattle estão proibidos de servir palhinhas e utensílios de plástico aos seus clientes. A lei passou a ter efeito no início do mês de julho, e os negócios que não cumprirem as novas regras arriscam-se a uma multa de 250 dólares (cerca de 215 euros).

Esta é a mais recente medida pensada para reduzir as toneladas de plástico que acabam por ir parar ao oceano, poluindo o ecossistema e acabando na cadeia de alimentação humana. Ao atual ritmo de poluição, estima-se que em 2050 haverá mais plástico que peixe nos oceanos do planeta.

A Associated Press indica que esta é a primeira cidade nos EUA a tomar uma decisão deste género, e que a cidade tem trabalhado de forma agressiva para diminuir a quantidade de lixo que acaba em aterros urbanos, exigindo alternativas que possam ser recicladas ou usadas em compostagem.

Os restaurantes e bares terão agora de encontrar alternativas reutilizáveis ou passiveis de serem usados em compostagem para palhinhas, palitos de cocktail e talheres, mas a cidade está a encorajar os negócios a não os fornecerem de todo.