com o apoio
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Colisão entre navios na China resulta em derrame de 400 toneladas de crude

Pelo menos 400 toneladas de petróleo em bruto foram derramadas no Mar Amarelo, depois de um navio de carga ter colidido esta semana com um petroleiro, ao largo do porto de Qingdao, no nordeste da China.

Citada pela agência de notícias EFE, a Administração de Segurança Marítima da província chinesa de Shandong garantiu que, “segundo estatísticas preliminares, 400 toneladas de óleo verteram” para o mar, a partir do navio-tanque de bandeira da Libéria A Symphony.

O incidente causou uma mancha de três quilómetros, de acordo com o jornal oficial Global Times, que especificou que o tanque danificado continha 10.061 toneladas de petróleo, das quais cerca de 2.000 foram transferidas para outras embarcações.

De acordo com a fonte da Administração de Segurança Marítima de Shandong, “existem agora mais de dez barcos de limpeza na área” para tentar travar o derrame.

O acidente aconteceu por volta das 09:00 na China (02:00, em Lisboa), na terça-feira, quando a embarcação com a bandeira do Panamá Sea Justice colidiu com o A Symphony, ancorado em águas perto de Qingdao.

Os membros da tripulação continuam a bordo dos navios danificados.

O petroleiro A Symphony, com 272 metros de comprimento e quase 46 metros de largura, foi construído em 2001 e é administrado pela empresa de Singapura Goodwood Ship Management.

Segundo a Goodwood Ship Management, a baixa visibilidade do porto de Qingdao prejudicou as operações de emergência.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...