Designers do Fundão criam copos reutilizáveis para festivais de música (com VÍDEO)

O pico dos festivais de Verão já passou – em 2015 eles regressarão para dinamizar a economia portuguesa e entreter milhares de pessoas – mas a inovação para tornar estes eventos em verdadeiros festivais de sustentabilidade terá de ser permanente.

É verdade que os eventos de música e festivais de Verão, em Portugal, têm evoluído bastante ao nível da sustentabilidade, mas uma das mais importantes mudanças na forma como estes festivais olham para as boas práticas ambientais ainda está por fazer: reduzir a exorbitante quantidade de copos de plásticos “consumidos”.

Em muitos eventos, incluindo no português Andanças, a organização proporciona um único copo ou recipiente para cada cidadão, evitando a criação de resíduos desnecessários. É essa também a intenção de Ana Sofia Malta e Hugo Moreira, dois designers do Fundão que quiserem aliar os conhecimento aprendidos na faculdade à protecção ambiental com a Bio Poli, uma startup de ecodesign que tem como produto-chave um copo reutilizável.

“Quando fomos a um festival de Verão, em Portugal, notámos que existiam milhares de copos descartáveis no chão. Um copo descartável demora 400 anos a degradar-se na natureza”, explicou Ana Sofia Malta ao Economia Verde.

“[Desenvolvemos] um copo reutilizável que os participantes podem adquirir no início do festival e, mais tarde, levar para casa e reutilizar em contexto doméstico. E é feito de plástico de origem vegetal, para ser ainda mais sustentável”, explicou Ana Sofia.

Para que os festivaleiros não fiquem com o copo na mão durante tantas horas, a Bio Poli criou uma fita que permite a colocação do copo reutilizável ao pescoço. Podem também colocá-lo na fivela das calças, através de um mosquetão de escalada.

Sediada numa antiga praça do Fundão, reconvertida em incubadora, a Bio Poli está agora a contactar promotores de festivais, que se mostraram interessados. “A produção ainda precisa de ser industrializada, pelo que procuramos um investidor. Vamos também ter uma campanha de crowdfunding”, concluiu a responsável.

Esta campanha destina-se a angariar fundos para fabricar o molde em aço, um passo importante para a futura produção dos copos. O objectivo é comercializar os copos reutilizáveis já em 2015. Conheça melhor a Bio Poli no episódio 286 do Economia Verde.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...