Dia Mundial das Zonas Húmidas: lembrar a importância destes ecossistemas aquáticos

Hoje celebra-se o Dia Mundial das Zonas Húmidas, uma data que teve origem na Convenção sobre Zonas Húmidas de Importância Internacional, também conhecida por Convenção de Ramsar, assinada em 1971. Em Portugal, o Tratado só entrou em vigor a 24 de março de 1981.

Esta efeméride é celebrada a nível nacional e internacional, e tem como objetivo promover a conservação das zonas húmidas e relembrar a sua importância para a nossa vida e para a do Planeta.

Por zonas húmidas, entende-se por “áreas inundadas ou alagadas com água”, “pântanos, charcos, lagos, rios e pauis”, ou ainda, “os estuários com os seus sapais e vasas, mangais, sistemas lagunares e até recifes de coral”, explica o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Estas áreas têm um papel essencial porque contribuem para a filtração das águas, dão acesso a água potável, contribuem para a biodiversidade e para o equilíbrio dos ecossistemas.

Em Portugal existem 31 sítios Ramsar, entre eles o Estuário do Sado, a Ria de Alvor e as Lagoas de Bertiandos e de São Pedro dos Arcos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...