Metro Sul do Tejo também vai chegar à Trafaria e Costa da Caparica

A Assembleia Municipal de Almada aprovou uma moção que defende a expansão da rede Metro Sul do Tejo (MST) aos concelhos do Barreiro e da Moita e às freguesias da Trafaria e da Costa da Caparica.

De acordo com a agência Lusa, esta moção foi proposta pelo Bloco de Esquerda e aprovada pela CDU, PS, BE e CSD-PP ontem à noite. A proposta prevê que “se passe rapidamente à segunda e terceiras fases do projecto”, que levará o MST às zonas acima referidas.

Paralelamente, foi ainda aprovada uma moção para incluir o MST no passe intermodal, com vista a aumentar o número de passageiros e diminuir os custos dos utentes.

Há, por isso, que se apelar a um “entendimento entre os operadores de transportes da margem Sul do Tejo, para que se crie um sistema integrado de transportes para atrair mais passageiros para o MST”.

A primeira fase do MST inclui as linhas Cacilhas-Corroios, Corroios-Pragal e Cacilhas-Universidade e abrange os concelhos de Almada e Seixal. Esta estrutura foi inaugurada em Novembro de 2008.

Recorde- se que, em meados de Setembro, o secretário de Estado dos Transportes, Carlos Correia da Fonseca, afirmou que a segunda e terceira fases do projecto só se poderia concretizar quando o metro atraísse mais passageiros. “Em 2010 devíamos estar a transportar 88 milhões de passageiros e estamos a transportar apenas 25% disso”, revelou.

No entanto, o governante admitiu que o MST era “um sucesso” e que o objectivo será “levá-lo para o Barreiro e Fogueteiro, no Seixal.

Apesar da aprovação desta moção na Assembleia Municipal de Almada, continua a não haver um prazo estipulado para que o MST chegue a novos destinos urbanos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...