Projeto ambientalista tenta atrair mais crianças a museus britânicos



Cerca de 500 museus em todo o Reino Unido vão participar num projeto lançado hoje para atrair mais crianças aos seus espaços e sensibilizá-las para a ameaça existente sobre a biodiversidade.

Denominado “Wild Escape”, o objetivo é desafiar crianças dos 4 aos 10 anos a identificar animais presentes nas coleções dos museus e a produzir as suas próprias observações, que serão posteriormente transferidas para uma obra digital de grande escala.

O resultado será apresentado em 22 de abril de 2023, Dia da Terra.

O projeto recebeu um financiamento de 890 mil libras (um milhão de euros) do organismo público de promoção artística Arts Council e pretende chamar a atenção para o desaparecimento de muitas espécies animais e vegetais devido à atividade humana.

Segundo um estudo do Museu de História Natural, o Reino Unido perdeu 47% da sua biodiversidade desde os anos 1970.

Artistas como FKA Twigs, Clare Twomey, Mark Wallinger ou Angela Palmer estão envolvidos, bem como organizações ambientalistas como a World Wide Fund for Nature, Royal Society for the Protection of Birds, National Trust e English Heritage.

Outro propósito é aumentar o movimento nos museus, que perderam visitantes desde 2020, quando a pandemia covid-19 levou ao encerramento e depois à introdução de restrições que limitaram as entradas e atividades.

“Queremos mais crianças nas escolas para descobrir e desfrutar dos museus locais. Tantas crianças perderam essa oportunidade durante a pandemia. Os museus querem recebê-las de volta. Eles querem compartilhar as suas incríveis coleções”, afirmou a diretora do Art Fund, Jenny Waldman, no lançamento hoje em Londres.



Notícias relacionadas

loading...

Comentários estão fechados.