SOS Sado alerta para crime ambiental a decorrer no Rio Sado

Embora não se saiba quando começou ao certo, desde segunda-feira que o Movimento SOS Sado tem recebido denúncias de populares acerca do que “parecia ser uma torrente de lama” na Praia da Mitrena, em Setúbal, avança o Porta-Voz David Nascimento.

Esta praia, também conhecida por Praia da Eurominas, localiza-se junto dos Terminais do Porto de Setúbal, na fronteira com o território delimitado pela Convenção Internacional Ramsar, e integra a Reserva Natural do Estuário do Sado.

Sendo um local onde também começa a zona de produção de ostras e de apanha de bivalves, já existem vários relatos de produções afetadas. “Não se trata de uma mini descarga, estamos a falar de umas lamas cinzentas que estão a subterrar aquela área e que inclusivamente já atingiram algumas das produções de ostras”, explica o representante.

Ainda não se tem conhecimento da origem dos dragados que estão a ser depositados, mas esta ação já começou a prejudicar a vida marinha e a qualidade da água do rio. “Neste momento já temos inclusivamente populares de Alcácer do Sal que nos fizeram chegar vídeos com as lamas no Rio Sado, na própria cidade” afirma, acrescentando “acho que já podemos começar a chamar isto de uma catástrofe ambiental”.

O Movimento disponibilizou algumas imagens da ocorrência:

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...