Televisões da Samsung consomem mais energia do que os testes oficiais revelaram

Testes independentes dizem que as televisões da Samsung gastaram menos energia nos testes oficiais do que na sua utilização real na casa das pessoas, depois de compradas. Segundo o Guardian, estes testes estão a levantar dúvidas sobre se a marca sul-coreana estará a configurar as TV, especificamente, para passarem os testes de eficiência energética.

De acordo com o jornal inglês, a Comissão Europeia já disse que irá investigar as alegações de batota nos testes e comprometeu-se a apertar os regulamentos de eficiência energética nos produtos electrónicos, de forma a proibir a utilização de “aparelhos de batota” nas televisões e outros aparelhos.

A Samsung já negou que a característica de iluminação das suas TV seja desenhada para enganar os testes oficiais de eficiência energética. De acordo com a marca, ela foi configurada para reduzir o brilho do ecrã, respondendo à necessidade de vários do conteúdos do dia-a-dia, incluindo filmes e desporto.

“Esta característica não existe, unicamente, para se activar durante os testes. É, sim, algo fora-da-caixa que reduz a energia sempre que o movimento é detectado”, explicou um porta-voz da Samsung.

Esta diferença entre o consumo de energia das TV Samsung nos testes oficiais e no dia-a-dia foi descoberta pelo grupo de pesquisa ComplianTV, financiado pela União Europeia, que garante que os consumos dos modelos Samsung em situações reais são muito superiores aos consumos revelados nos testes.

As televisões consomem 10% da electricidade de uma casa tradicional, segundo a coolproducts, coligação de ONG que lutam por produtos que poupem energia. Segundo o grupo, as televisões europeias gastam o mesmo que países como Portugal e Suécia, sendo que este número continua a crescer.

Foto: Maurizio Pesce / Creative Commons

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...