União Europeia quer automóveis a fazerem chamadas de emergência até 2015

A Comissão Europeia que pôr os automóveis a fazerem chamadas directas para os serviços de emergência, em caso de acidente grave, até 2015. Para tal, os veículos ligeiros terão de estar equipados, até esse ano, com o sistema eCall, que permite ligar automaticamente o 112 quando os acidentados se encontrem fisicamente incapacitados de o fazer.

De acordo com o CE, o sistema é automaticamente activado logo que os sensores incorporados no veículo detectam um choque violento. Uma vez activado, o sistema marca o número de emergência europeu, o 112, e estabelece uma ligação telefónica com o centro apropriado de chamadas de emergência, enviado pormenores sobre o acidente aos serviços de socorro: hora da ocorrência, posição exacta do veículo acidentado e direcção em que seguia (muito importante, por exemplo, em auto-estradas e túneis).

O sistema também pode ser activado manualmente, através de um botão existente no veículo, o que pode ser feito por uma testemunha, por exemplo.

A Comissão Europeia pretende ter o serviço totalmente operacional, dentro em breve, na UE e países como Croácia, Islândia, Noruega e Suíça.

O serviço deverá custar menos de €100 por veículo e, por razões de privacidade, apenas começará a funcionar a partir do momento em que se der o acidente.

“[A UE acredita que o eCall] salvará centenas de vidas e reduzirá a dor e sofrimento das vítimas de acidentes rodoviários”, explicou o responsável pelo programa Agenda Digital.

Estima-se que a tecnologia acelere a chegada das equipas de socorro em cerca de 40%, nas zonas urbanas, e 50%, nas rurais. Neste momento, apenas 0,7% dos veículos de passageiros da UE estão equipados com sistemas automáticos de chamadas de emergência.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...