Universidade norueguesa fotografou um raro leopardo-das-neves (com FOTOS)

Um leopardo-das-neves tímido

A Universidade Norueguesa de Ciências da Vida fotografou um raro leopardo-das-neves nas montanhas de Karakoram, no norte do Paquistão. Esta espécie de leopardo pertence à lista dos animais em perigo e protegidos, pois só existem existem entre 4.000 a 6.500 exemplares em estado selvagem.

Além de ser um animal em perigo, é bastante difícil avistar um leopardo-das-neves na natureza, já que são muito tímidos e esquivos, o que lhes valeu a alcunha de “gato fantasma”.

A documentação e monitorização do leopardo-das-neves fazem parte de um projecto de três anos desta instituição de investigação que pretende estudar a ecologia dos grandes felinos em áreas remotas, como estas montanhas do Paquistão. Para estudar os animais, os investigadores estão a utilizar métodos não invasivos, como câmaras ocultas e a recolha de material genético.

Embora as câmaras estejam ocultas e estes leopardos bastante tímidos, o animal fotografado parece ter descoberto uma das câmaras, mas rapidamente se afastou dela.

O felino tímido

O leopardo-das-neves habita normalmente a grandes altitudes, cerca de três mil a quatro mil metros acima do nível da água do mar, em regiões áridas do Afeganistão, Butão, China, Índia, Cazaquistão, Mongólia, Nepal, Paquistão, Rússia, Uzbequistão e outros países asiáticos.

As populações estão distribuídas desigualmente por estas regiões e normalmente em pequenos grupos. Este animal consegue caçar presas até três vezes o seu peso e têm de caçar um animal de grande porte de quinze em quinze dias para poderem subsistir.

Esta espécie de leopardo está ameaçada devido à caça ilegal para a comercialização do pêlo e ossos da espécie. Adicionalmente, muitos dos habitats naturais do leopardo-das-neves estão também a ser destruídos e substituídos por pastagens.

Deixar uma resposta

Patrocinadores