Boom económico e populacional pode secar Ásia

O forte crescimento económico e populacional, associado às alterações climáticas, pode estimular a ocorrência de graves crises de água numa ampla área da Ásia, no ano de 2050. O alerta vem de um estudo recém-publicado por cientistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT), citado pela Exame.

O estudo utiliza modelagem detalhada para produzir o que os pesquisadores acreditam ser uma gama completa de cenários que envolvem a disponibilidade de água e de sua utilização no futuro.

No artigo, os cientistas concluem que há um “alto risco de stress hídrico severo” em grande parte daquele continente, onde mora metade da população mundial.

Através de simulações de cenários futuros, os pesquisadores estimam que os valores médios de crescimento projectado para os próximos 35 anos e a influência das mudanças climáticas atirariam 1000 milhões de pessoas a mais num cenário de escassez hídrica, em comparação aos dias de hoje.

“Não é apenas uma questão de mudança climática”, explica Adam Schlosser, pesquisador no Programa Conjunto do MIT de Ciência e Política da Mudança Global.

“Nós, simplesmente, não podemos ignorar que o crescimento económico e populacional pode ter uma influência muito forte na nossa procura por recursos e a forma como os gerimos. E o clima, associado a isso, pode levar a aumentos substanciais dessas tensões”, sublinha.

O estudo foi publicado na revista PLOS One.

Foto: Modern Event Preparedness / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php