Nesta edição do Salão de Frankfurt, a BMW apresentou uma nova versão – revista e melhorada (sobretudo em autonomia) do popular do i3 – o veículo responsável pela marca vender tantos carros eléctricos. Fez mais ainda, apresentou um novo modelo i, situado mais ou menos entre o i3 e o desportivo i8, embora  se recuse, para já, em chamar-lhe i5. E apresentou também os primeiros Mini para “ligar à ficha”. A Mercedes, por seu lado, apresentou o EQA, um “concept” futurista, e um plano de investimentos de 10 biliões de euros nesta tecnologia, superior a qualquer outra marca automóvel. E a Volkswagen também apostou forte e apresentou a versão eléctrica do seu best seller, um e-Golf.

A jogar em casa, os construtores alemães quiseram mostrar todas as suas competências no que toca a automóveis eléctricos e as outras marcas não quiseram ficar atrás, até porque, como se sabe, em caso de empate um golo marcado em casa do adversário vale por dois. A Renault chegou mesmo a apresentar um veículo que funciona “ao contrário”: ou seja, o automóvel permite “carregar” a casa. Trata-se ainda de um “concept”, mas um que mostra como tudo poderá estar interconectado no futuro. Não por acaso, chama-se Symbioz.

Visto a partir de Frankfurt, o amanhã parece claramente eléctrico mas, se olharmos para as vendas dos construtores em todo o mundo, vemos que, com excepção de três mercados – Noruega, Hong Kong, e Islândia -, estas vendas são sempre inferiores a 5% do total. Nada de extraordinário ou que justifique tanto buzz. Passe-se que a qualidade do ar a piora a olhos vistos nas grandes cidades, e um número crescente delas prevê já proibir a circulação a automóveis diesel ou gasolina num futuro próximo. Quando isso acontecer, este panorama irá certamente mudar de um dia para o outro – e ninguém quer ser apanhado com as calças em baixo. Ou seja, da edição deste ano do salão de Frankfurt retira-se o seguinte: a adopção do eléctrico não vai acontecer amanhã, nem sequer na próxima década, mas não há ninguém que não acredite que não vai acontecer.

Foto: BMW

 

Deixar uma resposta

Patrocinadores