O efeito do Photoshop sobre os destinos turísticos globais (com FOTOS)

O Photoshop no turismo global

Em Março abordámos, no Green Savers, a questão dos destinos turísticos mais famosos do mundo e a forma como eles são “vendidos” para os consumidores globais. Um exemplo: é improvável que o caro leitor, como turista, encontre a Grande Muralha da China vazia ou a Mona Lisa à sua frente, para calmamente a apreciar – sem encontrões ou flashes fotográficos.

Desta vez, foi o fotógrafo Peter Stewart quem desvendou outro dos mitos das agências de turismo e cidades do globo: os monumentos perfeitos, com luz irrepreensível e imaculadamente preservados.

Segundo o Mail Online, toda as fotografias da galeria são da autoria de Peter Stewart e recorrem a locais célebres em Itália, Hong Kong – onde o australiano Stewart vive – ou Singapura. Para modificar a imagem, o autor utilizou o Photoshop mas também outros programas como o Nik Color Efex, Silver Efex Pro, VSCO Film e Topaz DeNoise.

“Muitas das vezes os turistas perguntam-se onde andam os céus azuis e praias de areia branca que lhes foram mostrados antes de [pagarem as férias]”, admite o Mail Online. Segundo Stewart, o trabalho de pós-produção nestas imagens dá a estes destinos populares um glamour irrealista que deixa os turistas insatisfeitos, quando os visitam. Uma alternativa, sugere o Green Savers: opte por destinos locais e, de preferência, ligados à Natureza, como são, em Portugal, o Gerês ou a Costa Vicentina.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php