O Orçamento de Estado Português tem vindo a contemplar um incentivo à compra de veículos totalmente elétricos. Para este ano, a verba para este incentivo estava orçada em 2,25 milhões de euros, o que permitiria atribuir 2250 euros a cada uma das mil candidaturas disponíveis. Todavia, só nos primeiros seis meses do ano já foi ultrapassado o número limite de candidaturas. Uma visita à página do Fundo Ambiental mostra que o governo recebeu até ao momento 1118 candidaturas, das quais 59 foram excluídas.

Segundo o Observador, todavia, é possível que os incentivos continuem, apesar de já se ter ultrapassado as mil candidaturas limite. Em declarações ao jornal, Henrique Sánchez, presidente da Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), disse ter conversado com o secretário de Estado adjunto e do Ambiente, José Gomes Mendes, que terá garantido que o governo está a tentar encontrar uma solução para aumentar o número de veículos elétricos abrangidos pelos incentivos. A solução será passar parte dos 400 mil euros previstos para veículos de duas rodas para a aquisição de veículos de quatro rodas, dado que os segundos têm muito mais procura que os primeiros. Esta solução poderá servir para acrescentar entre mais 150 e 170 veículos de quatro rodas.