Mapa interactivo revela condições atmosféricas extremas de Janeiro

Desde que 2014 começou, o globo tem experienciado fenómenos climáticos e atmosféricos extremos: chuvas intensas, vagas de calor e temperaturas negativas extremas. É de aceitação geral que o aquecimento global, potenciado pelos gases com efeito de estufa, é um dos principais causadores destes fenómenos climáticos extremos.

Os termómetros da Rússia, habituados a registar vários graus abaixou de zero, experimentaram temperaturas negativas anormais, com regiões a atingir os 44 graus negativos. O Reino Unido enfrentou as piores cheias de sempre, fenómeno que começou em Janeiro e se prolongou pelo mês de Fevereiro. A Austrália viveu uma intensa vaga de calor que alimentou centenas de fogos e obrigou tenistas a abandonarem o Open da Austrália.

Dados os fenómenos extremos, a Agência Meteorológica do Japão recolheu dados de outras agências nacionais e criou um mapa interactivo onde se pode observar os fenómenos extremos do planeta no primeiro mês do ano.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php